Com a chegada do corona vírus e toda sua problemática de contaminação, várias barreiras para a circulação das pessoas estão sendo criadas e é bem provável que a prática do Home Office seja ainda mais estimulada e estabelecida pelas empresas.

Olha a reunião do time às 8am aí!

É verdade que já estamos migrando para um modelo mais flexível de trabalho, no qual várias empresas já trabalham remotamente ou possuem ao menos um dia de home office para seus funcionários.

Se você não se sente muito produtivo com essa opção ou não está tão familiarizado assim com esse tipo de trabalho, separei algumas dicas para que você possa explorar melhor essa oportunidade! Vamos lá? 

  1. Crie um lugar específico para ser seu escritório dentro de casa.
    Pode parecer óbvio, mas o óbvio precisa ser dito. Já vi várias pessoas trabalhando na cama e postando no instagram. Na minha humilde opinião, aí estão dois problemas graves: cama + instagram é a receita perfeita para sua procrastinação e falta de produtividade.Sair da rotina já gera dificuldades de concentração. Para quem realmente nunca trabalhou dessa forma, é um grande desafio! Não torne o problema ainda maior. Estabeleça um local mais propício para sua concentração, de preferência com mesa, boa iluminação, boa internet e afastado das movimentações da casa.
  2. Estabeleça acordos com você mesmo.
    Reforçando: o cenário mudou e ele está favorável para procrastinar! Além disso, você também terá mais liberdade, pois é possível que não tenha obrigação de horário e, sim, de entregáveis. A boa notícia é que você terá mais tempo livre também! Sem horários de deslocamento, você pode economizar de 30 minutos a 2 horas do seu dia!Minha sugestão é que você estabeleça previamente qual o horário de trabalho e, também, de intervalos. E respeite-os! Acredite, não é tão fácil quanto parece, mas é super possível!Mais uma vez: a cama! Aqui é uma questão de acordo e autoconhecimento. É aquele famoso ditado: se não sabe brincar, não desce pro play! Mas, se você quer aproveitar da sua liberdade de horários e até do tempo extra que ganhou para tirar uma soneca, fique à vontade. Contando que esteja dentro do seu horário pré-estabelecido, está tudo certo!

    “Eu deveria voltar ao trabalho agora!”

    Agora um recado para os workaholics de plantão: sugiro que estabeleça um horário também para parar de trabalhar. Trabalho sempre haverá, né? Portanto, pense bem como você pode manter uma vida mais equilibrada e com qualidade. Lembre-se que você é sua principal ferramenta e precisa estar funcionando bem para operar o restante! Não negligencie cuidar de você, isso pode ser bastante prejudicial a médio e longo prazo. O seu corpo vai cobrar e se você duvida, é só dar um Google nos casos de burnouts que estão por aí!

    “É fim de semana. Eu não te conheço. Você não existe.”

     

  3. Estabeleça acordos dentro de casa!
    Se você não está acostumado com isso, quem mora com você também não. É mais comum do que você imagina as interrupções que começam com “já que você está em casa…” e termine com todo tipo de favor ou pendências que gostariam de ser resolvidas pelo seu parceiro, roommate, pais, filhos e até a pessoa que te assiste em casa.Deixe claro que você não está disponível no seu horário de trabalho. Peça, encarecidamente, que respeitem e só interrompam em último caso. Um bom argumento de barganha é aquele do tempo de deslocamento! Diga que se você render bem, ficará liberado mais cedo e poderá fazer a tal coisa. Mas para isso acontecer, você precisará se concentrar no horário combinado. Certo?
  4. Crie um ritual de concentração.
    Você provavelmente vai precisar de mais concentração. Portanto, aproveite para organizar o espaço de trabalho, retirar o que não é necessário, pegar sua água, café ou chá e colocar a sua playlist favorita de concentração.Escreva na sua ferramenta de tarefas ou no seu caderno as entregas do dia e se comprometa com elas. Uma dica é dividir as tarefas em intervalos de 30 minutos e fazer o acompanhamento desse tempo (Pomodoro!), assim, você observa melhor o seu desenvolvimento a cada 30 minutos e sabe dizer se está indo bem, se está atrasado ou, ainda, se está perdido entre sites de vendas ou Youtube da vida. Retome ao foco e lembre-se que o quanto antes entregar, antes estará liberado!
  5. Utilize boas ferramentas.Não adianta ir pra Home Office com um computador que trava toda hora, com uma conexão ruim e sem as informações e documentos (digitais ou físicos) necessários. Lembre-se de deixar na nuvem o que deve ser acessado e configurar o computador para ter acesso às ferramentas comuns de trabalho.Não somente utilizar boas ferramentas, como também utilizar as corretas e na hora certa. Sabe do que estou falando, né? Sim, o celular e as redes sociais! Não se esqueçam de deixar algumas reuniões de alinhamento já marcadas, para que vocês possam deixar o celular guardado por algum período e não ficar disponível o tempo todo. Não ter ninguém “te vigiando” facilita muito mais o tempo perdido nas redes… Lembre-se do que é importante pra você e dos seus acordos!

 

Acredito que com essas dicas, você estará melhor preparado para começar o seu processo de Home Office. Não se esqueça de manter o seu planejamento mensal, semanal e diário atualizado! No mais, aproveite a oportunidade para experimentar e ver se esse pode ser um novo formato que combina com você e com a sua empresa!

Fez sentido essas dicas? Espero que sim!

Agora é a minha vez de focar por aqui. Até mais e bom trabalho!

Sinceramente,

Marília